miércoles, 31 de agosto de 2011

cultivo hidroponico de hortalizas


HYDROPONICS


1. Introducción



2. Tipos de Sistemas de



3. Principales ventajas y desventajas del sistema hidropónico

3.1 Ventajas

3.2 Desventajas



4. Técnica de Cine de nutrientes (NFT)

4.1 Sistema Hidráulico

4.1.1 Reservorio

4.1.2 Elección de Moto-bomba Set

4.1.3 Regulador de tiempo o temporizador

4.2 Invernaderos

Tops 4.3

4.3.1 Canales de cultivo

4.4 Las plantas pueden ser cultivadas por el sistema NFT



5. Aeropónico

5.1 Horizontal aeropónico

5.2 aeropónico verticales



6. Sistema de DFT (Film Technique profunda) o flotante o la piscina



7. Nutrición Mineral de Plantas

7.1 Elementos esenciales

7.3 solución de nutrientes

7.3.1 Sugerencias de soluciones nutritivas

7.3.2 Preparación de la solución nutritiva

7.3.3 Gestión de la solución nutritiva



8. Producción de plántulas para cultivos hidropónicos



9. Enfermedades y plagas en el cultivo hidropónico


10. Referencias











1. Introducción



La hidroponía es una técnica muy popular en el mundo y su uso está creciendo en muchos países. Su importancia no sólo porque es una técnica para la investigación y la producción de cultivos hortícolas, también está siendo utilizado como una herramienta para resolver una amplia gama de temas, incluyendo el tratamiento para reducir la contaminación de suelos y aguas subterráneas, y la manipulación los niveles de nutrientes en el producto.

Hidropónicos y cultivos hidropónicos, términos derivados de dos radicales griegos (hydor, que significa agua y ponos, que significa trabajo), se está desarrollando rápidamente como un medio de producción de cultivos, especialmente de los vegetales en cultivos protegidos. La hidroponía es una técnica alternativa de cultivos protegidos, donde se sustituye la tierra por una solución acuosa que contiene sólo los elementos minerales esenciales para las plantas. (Graves, 1983; Jensen y Collins, 1985;.. Resh, 1996, citado por Furlani et al, 1999).

A pesar de la temporada de cultivo es muy antiguo, no fue sino hasta mediados de1930, que desarrolló un sistema hidropónico para uso comercial, ideado por W. F. Gericke de la Universidad de California.

Según Donnan (2003), la eficacia de la primera producción a gran escala no se produjo hasta la segunda guerra mundial. El Ejército de EE.UU. estableció unidades de la inundación hidropónicos y de drenaje, en muchas islas áridas de los océanos Pacífico y Atlántico, utilizados como puntos de aterrizaje. Esto fue seguido por una unidad de 22 hectáreas (55 acres) en Chofu, Japón, para alimentar a las verduras frescas a las fuerzas de ocupación. Sin embargo, el uso de esta técnica en circunstancias normales, ha demostrado ser comercialmente viable. Una vez cerrado Chofu, sólo queda un puñado de pequeñas unidades dispersas por todo el mundo, por un total de menos de 10 hectáreas.

En 1955 se fundó la Sociedad Internacional para el cultivo sin suelo (ISOSC) por un pequeño grupo de científicos dedicados. En esos primeros años, a menudo se somete al ridículo para la consecución de una causa que se consideran comercialmente inútiles e irrelevantes.

El primer uso comercial no fue significativa hasta mediados de 1960 en Canadá. Había una sólida industria del vidrio de efecto invernadero en la Columbia Británica, el principal productor de tomate, que llegó a ser devastada por las enfermedades del suelo. Con el tiempo, la única opción de sobrevivir era evitar el suelo, el uso de la hidroponía. La técnica que se utiliza en bolsas de riego por goteo de aserrín. Los últimos avances técnicos también han contribuido especialmente al desarrollo de plásticos y fertilizantes. Durante esta década se ha producido un aumento de la inversión en investigación y desarrollo de sistemas hidropónicos. También hubo un pequeño incremento gradual en el área comercial que se estaba utilizando.

El próximo gran avance se produjo como resultado del impacto de la crisis del petróleo en el costo de la calefacción de la industria de efecto invernadero en rápida expansión en Europa. Debido a la enorme incremento en gastos de calefacción, los rendimientos fueron aún más importante, por lo que los productores y los investigadores comenzaron a ver la hidroponía como un medio para mejorar la producción. En la década de 1970, creciendo en arena y otros sistemas han florecido y desaparecido en los Estados Unidos. El sistema NFT (Técnica de Cine de nutrientes) se ha desarrollado, así como la lana de roca llamado medio de cultivo. En 1979, el gran volumen de producción siguió creciendo en los invernaderos. Mundial a la zona hidroponía fue sólo alrededor de 300 hectáreas (75 acres).

La detección de niveles significativos de sustancias tóxicas en el agua subterránea en algunas partes de Holanda en 1980, resultó en el uso de suelo esterilizado en invernaderos progresivamente prohibido. Esto condujo a un rápido abandono de la tierra a través de la hidroponía, la técnica era de lana de roca más populares suministradas por el riego por goteo.

Tras el éxito evidente en Holanda, hubo una rápida expansión en la producción comercial hidropónicos en muchos países alrededor del mundo. El uso de sistemas que difieren mucho de país a país, la hidroponía superficie global aumentó cerca de 6.000 hectáreas (15.000 acres) en 1989. La hidroponía se ha pasado de ser una "curiosidad irrelevante" a una técnica hortícola importante, especialmente en los sectores de flores y verduras para las ensaladas.

A través de la década de 1990, la expansión continuó a pesar de que la tasa de aumento ha disminuido considerablemente en el norte de Europa. Algunos países, como España, han desarrollado enormemente en los últimos años, y no sabemos si el área de hidroponía ningún país se ha reducido en esta década.

En el aspecto técnico, se utiliza una amplia gama de sustratos, incluyendo algunos nuevos. Han desarrollado una serie de versiones modificadas de las técnicas existentes, pero ninguno tuvo un mayor impacto. Sin lugar a dudas, el equipo de riego y control de equipos y las técnicas han mejorado mucho, al igual que los métodos para la desinfección de recirculación de soluciones nutritivas. Sin embargo, apareció una nueva técnica de hidroponía significativamente en los últimos 20 años.

El cultivo sin suelo proporciona un buen crecimiento de las plantas, la salud buena planta, además de altos rendimientos en comparación con el sistema tradicional de cultivo en el suelo. Cuando se utiliza solamente un medio líquido, con o sin no-natural sustratos orgánicos, se puede utilizar el cultivo hidropónico o largo plazo (Castellane y Araujo, 1995).

De acuerdo con Furlani et. al. (1999) en Brasil ha crecido en interés de los últimos años en la estación de crecimiento, con predominio del sistema NFT (técnica de la película de nutrientes). Muchos de los cultivos hidropónicos no tienen éxito, debido principalmente a la falta de los aspectos nutricionales de este sistema de producción que requiere una adecuada preparación y gestión de soluciones nutritivas. Otros aspectos que también influyen en los resultados se relacionan con el tipo de sistema de cultivo. Para la instalación de un sistema de cultivo hidropónico, es necesario conocer en detalle las estructuras básicas que componen (Castellane y Araujo, 1994; Cooper, 1996;.. Faquin et al, 1996; Martínez y Silva Filho, 1997; Furlani, , 1998). El tipo de sistema hidropónico para determinar las características de las estructuras, entre los más utilizados son:



a) Sistema NFT (Técnica de Cine de nutrientes) o la técnica de flujo laminar de nutrientes, se compone principalmente de un tanque de solución nutritiva, un sistema de bombeo, los canales de cultivo y un retorno al sistema de tanque. La solución nutritiva se bombea a los canales y desagües por gravedad para formar una capa delgada de solución que irriga las raíces.



b) Sistema de DFT (técnica exp película) o el cultivo en agua o "flotantes": la solución de nutrientes como una hoja de profundidad (50-20 cm) en el que las raíces se sumergen. No hay canales, sino una tabla plana en la que la solución circula a través de un sistema de características de entrada y drenaje.



c) Sistema de sustratos para el apoyo de verduras frutas, flores y otros cultivos, cuyas raíces y los brotes que están más desarrollados, que utilizan los canales o los vasos llenos de un material inerte como arena, piedras, otros (piedras, grava ), vermiculita, la perlita, el rock-el-lana, fenólicos espuma o espuma de poliuretano, la solución de nutrientes se percola a través del material y drena a través del fondo del recipiente o conducto, de regreso al tanque de solución.

En hidroponía, cuyos sistemas son más caros y exigentes en la gestión, las expectativas de producción en cantidad, calidad y seguridad son mayores que en los cultivos que se cultivan de manera tradicional. Una vez en el cultivo hidropónico, la planta está en excelentes condiciones, los elementos que necesita (agua, nutrientes, oxígeno, etc.) No puede haber grandes variaciones en la producción, en función de control de correcto o incorrecto de los factores de producción suministrados a la planta.

Dado que el objetivo de este trabajo es el de promover la técnica, es importante aclarar que la hidroponía no es estático, no muestra los resultados matemáticos, porque estás trabajando con la vida. El factor biológico es la única, variable, dinámico y evolutivo siempre. Así que mucho más que aprender con la práctica que con la simple lectura de este trabajo.





2. Tipos de Sistemas de



La mayoría de las plantas tienen el suelo como el ambiente natural para el desarrollo de las raíces, encontrar en él su apoyo, suministro de agua, aire y minerales necesarios para su alimentación y crecimiento. Las técnicas de cultivo sin suelo que reemplazar el sustrato natural por el otro, natural o artificial, líquido o sólido, que puede proporcionar la planta lo que, de una manera natural, que encuentra en el suelo (citado en Martínez Cánovas y Castellane Araujo, 1995).

Hay varios tipos de sistemas de cultivo sin suelo que varían según la fuente de la estructura, el sustrato y el oxígeno:



a) Los sistemas con los medios de comunicación inorgánicos



* Lana de Roca (57%). Se fabrica mediante el uso de una fusión de lana de roca, que se hace generalmente en fibras y se prensa en bloques y tablas. Su principal característica es que contiene muchos vacíos, por lo general 97%, lo que permite altos niveles de absorción de agua, al mismo tiempo un contenido de buena ventilación. La lana de roca también se utiliza frecuentemente como cebadores para bloques pequeños para ser trasplantados a otros soportes o en el agua, los sistemas basados ​​en. Es el medio principal donde hay una fábrica cercana. Es un material muy caro si se compara con los medios disponibles a nivel local más barato.



* Arena. Se hizo popular como un medio de cultivo hidropónico en los años 70, especialmente en los EE.UU., donde se desarrolló camas largas y profundas de la cultura de arena. Grandes unidades se establecieron en el sur de los EE.UU., pero se cierra. Unidades también se establecieron en varios países del Medio Oriente desierto. Esta fue la técnica original utilizada cuando se estableció la Tierra Epcot Pabellón en el Centro de Walt Disney en la Florida. Un problema importante con experiencia en la técnica consistía en mantener bajo el control de enfermedades de la raíz, por lo que ahora se utiliza raramente.

Desde hace años se utilizan sacos de arena en cierta medida en muchos países, sin embargo, ha sido una cosa grande recientemente en uso, ya que es la base para una rápida expansión en la producción de tomates hidropónicos en España.

La arena es un término general y se debe especificar más de cerca cuando se está diseñado para uso hidropónico. La arena de cuarzo se utiliza, no el tipo de piedra caliza (piedra caliza y arena), lo que daría graves problemas de pH. El tamaño de las partículas y propiedades de simetría también son importantes.

* La perlita. Hecha por lana de roca en la calefacción de agua, que se expande para dar partículas muy aireado. Fue utilizado por primera vez en Escocia en 1980, su uso se ha extendido por varios países, especialmente en los que se fabrica localmente. Su uso es importante, pero relativamente menores, su uso en Corea llegó a 112 hectáreas o el 41% de los hidropónicos de Corea.



* Escoria. Se trata de una roca, poco aireados, natural conocida con diversos nombres: "toba" en Israel, "Picón" en las Islas Canarias. A pesar de que es una manera eficaz, es pesado (800 kg/m3) y por lo tanto sólo se utiliza cuando se trata de un recurso local.



* Pumecita. Se trata de una roca volcánica natural de la luz y aireado, que es un buen medio de cultivo. Por lo general se utiliza cuando no hay disponible en cantidad, como en Nueva Zelanda. Hay grandes depósitos en Islandia recientemente y se están exportando a Europa.



* Arcilla expandida. Es relativamente costoso y se ha utilizado principalmente en centrales hidroeléctricas y los académicos. Recientemente hay algún uso comercial limitado en Europa para el cultivo de alto crecimiento, como las rosas.



* La vermiculita. Fue anunciado hace años, pero ahora no se usa comercialmente, sólo una pocas mezclas. (Donnan, 2003).



b) Sistemas en los medios de comunicación Orgánica



* El aserrín. Fue uno de los primeros métodos usados ​​comercialmente, todavía se utiliza en Canadá, que recientemente sólo ha sido superado en popularidad por lana de roca. También es la principal manera en Sudáfrica y Nueva Zelanda, y se utiliza en cierta medida en otros países, como Australia. El aserrín utilizado es grueso, no descompuesta, de origen conocido y se cultiva sólo por una temporada.



* Moss. Él era un medio de comunicación precoz no es tratada y considerada por algunos como un medio hidropónico. Se utiliza en cierta medida en muchos países que tienen una cantidad disponible de calidad, y es el principal método utilizado en Finlandia e Irlanda. Su uso es enorme en la industria.



* La fibra de coco. Recientemente se ha añadido como un medio hidropónico favorablemente. Gozado de cierto éxito temprano, s pero ahora su uso parece que se establezcan. Hay una gran cantidad utilizada en los Países Bajos y un uso pequeño que en otros países. Un aspecto importante es que la calidad varía considerablemente entre los proveedores, especialmente en relación con el contenido de sal.



* Productos de Espuma. Si usted ha utilizado muchos tipos y marcas de espuma, a menudo con buenos resultados y algunos de más de 20 años, pero su uso es aún limitado. Han sido vistos por los productores como demasiado caro. Algunos de estos métodos aún tiene potencial.



* Productos elaborados de madera. Se ha producido y vendido este producto, pero su uso no se traduce en importantes extensiones.



* Gel. Se ha producido, probado y promovido una serie de polímero de gel, pero la mayoría han desaparecido del mercado sin haber sido aceptada por los productores (Donnan, 2003).

c) sistemas hidráulicos



* NFT (Técnica de Cine de nutrientes) (5%). Fue desarrollado en Inglaterra en la década de 1970. Este sistema hace circular una capa delgada de solución nutritiva en los canales de cultivo. Hemos probado un gran número de cultivos comerciales y, como resultado de una amplia publicidad, el NFT ha sido probado en muchos países. Una vez instalados, la técnica resultó útil para la producción de tomates, a corto y cultivos como la lechuga. Cultivos como el melón ha estado causando problemas en el mundo y son producidos solamente por productores con experiencia.



* El cultivo en agua (3%). Gericke El sistema utilizado un tanque de concreto lleno de solución nutritiva. Hay muy pocos de estos sistemas hoy en día, pero algunos derivados de este sistema son importantes en algunos países.

La principal técnica es la técnica comercial de flujo profundo (DFT, la técnica de flujo de fondo), donde las placas de poliestireno flota en una solución nutritiva aireada para su recirculación. Este es el sistema principal de Japón, con 270 hectáreas de cultivos, principalmente de las hojas. Otros países donde su uso es importante, se encuentran en Asia, con su uso predominante en los cultivos de hoja vegetal.



* Cultivo en grava (1%). Se incluye para su conexión histórica y se clasifica como un sistema a base de agua, ya que siempre se utiliza como una técnica para el reciclaje, como continuo o como las inundaciones y drenaje. Hay algunos de los sistemas de canales originales abandonados en el mundo y el uso de casi todos los de la grava se encuentra en los sistemas híbridos. La técnica más común es el flujo de grava (GFT, la técnica de flujo de grava), donde los canales de NFT se cubren con una capa de 50 mm (2 pulgadas) de grava.



* Aeropónico (0,2%). Es una técnica donde las raíces están suspendidas en una neblina de solución nutritiva. Diversas formas de esta técnica ha sido probada por más de 20 años. Atrajo mucha publicidad y hay una serie de sistemas para los aficionados a la venta. Su realidad comercial es tal que sólo 19 hectáreas han reportado en Corea. Su uso está limitado a un puñado de pequeñas operaciones en todo el mundo.



Tabla 01 - Porcentaje de la superficie total estimada para diferentes sistemas hidropónicos.



Hidropónicos sistemas

Los sistemas de


Porcentaje

De lana de roca


57%

Inorgánicos otros medios


22%

Sustratos orgánicos


12%

NFT


5%

Crecen en el agua


3%

Técnicas en la grava


1%

Total


100%

Fuente: Donnan (2003).











3. Principales ventajas y desventajas del sistema hidropónico



3.1 Ventajas




• La producción de mejor calidad, porque las plantas crecen en un ambiente controlado, buscando satisfacer las demandas de la cultura y por lo tanto el tamaño y la apariencia de los productos hidropónicos son siempre los mismos durante todo el año.

· Trabajar más ligero y más limpio, ya que el cultivo se lleva a cabo fuera de la tierra y no se requieren operaciones Aracoara, desgarradora, la labranza, escarda, etc.

· Menos de mano de obra: muchas de las prácticas agrícolas no son necesarios y otros, como el riego y la fertilización se realizan automáticamente.

No es necesaria la rotación de cultivos, la forma de cultivo hidropónico y el medio ambiente limpio, se puede explorar en la misma especie vegetal.

• Alto rendimiento y cosecha temprana: cómo plantar un buen entorno para su desarrollo no es la competencia por los nutrientes y el agua, y por otra parte, las raíces que crecen en estas condiciones, no utilice demasiada energía para crecer por delante del punto de cosecha y aumentar la producción .

· El uso de plaguicidas menos: no se utiliza como el suelo, los insectos y los microorganismos del suelo, nemátodos y malezas no ataquen, reduciendo la cantidad de plaguicidas utilizados.

· Residuos mínimos de agua y nutrientes, ya que el uso de los insumos en cuestión es más racional.

· Higiene y control mejorados de producción: más allá del cultivo se realiza sin el uso de la tierra, todos los productos hidropónicos tiende a ser vendidas empaquetadas, no entren en contacto directo con las manos, cajas, vehículos, etc.

La mejor presentación e identificación del producto para el consumidor, los envases utilizados para el embalaje de productos hidropónicos se puede identificar la marca, la ciudad natal, el nombre del productor o características técnicas del producto, etc.

La mejor posible colocar el producto en el mercado: es un producto de mejor calidad, apariencia y más grande, se convierte en un producto diferenciado, y se puede añadir a los mejores precios y la comercialización más fácil.

· Mayor vida útil: los productos hidropónicos son cosechadas con la raíz, con el que dure más tiempo en el refrigerador.

• Se puede hacer en cualquier lugar, ya que es independiente de las tierras de cultivo, se pueden implementar más cerca del mercado de consumo.



3.2 Desventajas



· Los costes iniciales son altos, debido a la necesidad de movimiento de tierras, construcción de invernaderos, mesas, bancos, sistemas hidráulicos y eléctricos. La dependencia de un gran poder. Que el negocio sea rentable y requiere experiencia técnica en la fisiología de la planta. En un sistema cerrado, con una alta población de plantas, una personas a unos pocos enfermos pueden contaminar parte de la producción. Requiere rutinas periódicas y regulares de trabajo (Carmo Jr., 2003).

El saldo de la solución inadecuada de nutrientes y su posterior utilización puede causar serios problemas para las plantas. El medio de cultivo debe proporcionar apoyo a las raíces y las estructuras aéreas de las plantas, conservan bien la humedad y también proporcionar un buen drenaje, ser totalmente inerte y fácilmente disponible. Sólo los materiales inertes pueden entrar en contacto con las plantas (toxicidad de Zn y Cu puede ocurrir, si están presentes en los envases). Un buen drenaje es esencial no es la muerte de las raíces (Castellane y Araujo, 1995).

Empleo · de insecticidas y fungicidas: El uso temprano de la hidroponía con fines comerciales, se extendió a las plagas y enfermedades que no se han producido en este sistema de cultivo. Hoy en día, se sabe que estos pueden tener problemas con la instalación hidropónica, aunque en un grado mucho menor en comparación con el sistema convencional. Sin embargo, la decisión sobre el uso de insecticidas y fungicidas es siempre muy difícil. Siempre hay que buscar alternativas menos nocivas para la salud y el medio ambiente, evitando en lo posible el uso de productos químicos. Porque de lo contrario, el método pierde un recurso de marketing (Teixeira, 1996).

· El equipo necesario para trabajar cultivos hidropónicos debe ser más sofisticada y precisa que en el suelo, por lo tanto más caro de adquisición, instalación y mantenimiento. La falta de inercia de los sistemas hidropónicos los hacen vulnerables a cualquier falla o el tratamiento de errores. También la fiabilidad de las instalaciones existentes y la automatización es elevado y no hay que olvidar que, para tal sistema, mal funcionamiento podría resultar en mucho más grave que la agricultura tradicional (agrícola www.ep-torre-vedras.rcts.pt de 2003 ).





4. Técnica de Cine de nutrientes (NFT)



Según Bernardes (1997), el sistema NFT es una técnica de cultivo en agua donde crecen las plantas con su sistema de raíces dentro de un canal o canal (paredes impermeables) a través del cual circula una solución de nutrientes (agua + nutrientes).

El pionero de esta técnica fue Allen Cooper en el invernadero de Investigación de Cultivos en Littlehampton (Inglaterra) en 1965. NFT palabra proviene de la técnica de película de nutrientes, que fue utilizado por el Instituto de Inglés para determinar el espesor del flujo de la solución nutriente que pasa a través de la raíces de las plantas debe ser muy pequeña (laminar), para que las raíces no sería completamente sumergido , sin el oxígeno necesario.

Tradicionalmente, Brasil ha estado utilizando para el montaje de azulejos canales de techos de amianto o tubos de PVC, que son materiales tradicionales en la construcción civil brasileña, fácil de encontrar ya un precio razonable.

En el sistema NFT no hay necesidad de colocar los materiales dentro de los canales, tales como piedras, arena, arcilla expandida vermicular, paja de arroz quemada, sólo los canales dentro de las raíces y la solución de nutrientes.

El sistema NFT es el siguiente: la solución de nutrientes se almacena en un depósito, donde se presiona a la parte superior del cultivo de la cama (banco) que pasa a través de los canales y se recoge en la parte inferior de la cama, de regreso al tanque, como se muestra en la Figura 01 (Teixeira, 1996).
Comprar o curso completo aqui no pagseguro:













Hidroponia é o cultivo de plantas


Hidroponia é o cultivo de plantas sem o uso da terra, mas usou metade dos grânulos de argila expandida, pano de lã ou uma mistura de perlita e vermiculita. O tipo de mídia que você usa depende do tipo de sistema que você escolheu para cultivar suas plantas. Alguns métodos não usam meio do nada. Há muitas vantagens de usar o método hidropônico. Primeiro, o crescimento é mais rápido, e para fornecer os elementos exatos suas plantas precisam, em segundos, geralmente as raízes não impedem a busca de nutrientes, que são fornecidos diretamente. As coisas vão acontecer mais rapidamente em hidroponia, você deve fazer visitas diárias ao jardim para ver o que está acontecendo com suas plantas. Olhar, ouvir e aprender.


Como a terra não é utilizada, prestar as informações requeridas pela planta normalmente deve usar um alimento hidropônico, mas baseada em alimentos minerais deverá funcionar. Lembre-se de utilizar os nutrientes de acordo com as instruções do fabricante, uma vez que as plantas não irão crescer mais rápido se você alimentá-los demais. Nutrientes são geralmente vendidos como concentrados que são diluídas com água, nunca coloque-os diretamente sobre as plantas, porque se concentra demais. Em geral, você deve lavar suas plantas uma vez por mês para remover o excesso de sal é formado. O PH é muito importante em sistemas de hidroponia, dispositivo de medição eletrônico é necessário para os ativos do sistema, mas os sistemas passivos, um kit de teste de pH no aquário pode ser uma solução mais barata.
O objetivo é manter o pH entre 5,5 e 6,1 em todos os momentos em sistema hidropônico. Em vegetativo tentar manter o mais ácida em 5.5 e aumenta período de floração entre 5,9 e 6,1, para a planta absorver todos os nutrientes. Para diminuir o pH mais ácido do ácido fosfórico de sair, ou aumentar o pH de uma solução alcalina de hidróxido de potássio, disponíveis em centros de jardim ou produtos agrícolas. A concentração de nutrientes é verificada por um medidor de partículas (PPM) disponível em lojas de hidroponia. Iniciantes podem simplesmente seguir as instruções do fabricante da solução nutritiva.


Existem dois tipos de sistemas hidropônicos, passiva e ativa
Sistemas passivos - são os mais simples e fácil de usar e mais barato. Você pode obter um pote de 4 cm de profundidade, uma mistura de perlita e vermiculita, uma pequena lâmpada fluorescente e está sendo plantada. Algumas pessoas podem crescer ao ar livre com este método e obter o mesmo tipo de resultado. Métodos passivos de uso crescente de perlite granulado e vermiculita como meio ou qualquer outro material. A planta deve ser regada manualmente quando a mistura é de 2 cm abaixo da superfície seca. Você pode tentar colocar o dedo sobre e verificação. Outro método é o sistema de pavio passivo simples (espiral de pano), que consiste em um pote colocado sobre uma pequena bandeja de nutrientes, os pavios no fundo da panela para panela, mistura para manter a umidade ea contribuição de nutrientes em todos os momentos. Outra opção e uma bacia para outra bacia. Faça furos no fundo da bacia superior da pilha e ir jogar para eles até que os nutrientes na bacia inferior. Coloque uma mistura de perlita e vermiculita na bacia superior e da plantação é. A solução para este tipo de método deve ser trocada a cada 3 ou 4 dias para uma nova solução
Um sistema de laje tudo pode ser feito simplesmente com uma bandeja, como aqueles usados ​​para manter a maca do kitty. Corte um pedaço inteiro ao meio e colocar no centro do prato, em seguida, embebido em uma solução de nutrientes ajustado para pH 5,5 e à esquerda por 24 horas. A vantagem da lã é que você pode comprar small caps para plantar sementes ou clones de início, em seguida, abrir um buraco na laje de volta, colocando um balde no balde e as raízes se tornará a laje. É necessário fazer um buraco na bandeja inferior para permitir que o bloco para drenar, mantendo a umidade. Para drenar o bloco basta inclinar a bandeja. Lembre-se de lavar a laje com um mínimo de 20 litros de água a cada duas semanas.

Sistemas ativos - são aqueles que usam bombas de certa forma, para que os nutrientes podem ser tão simples como um tanque de 40 litros com nutrientes na parte superior, inferior, uma bandeja com uma capacidade de potes 6-7. Um tubo ligado à bomba e do fundo do tanque é conectada à mangueira ou tubo que a solução para cada um dos navios. Um buraco no fundo da bandeja permite que o excesso de solução de volta para o reservatório. Todos os sistemas ativos executar bem, mas são mais caros no início, a vantagem é que os nutrientes são continuamente ou periodicamente bombeados e distribuída para as plantas, resultando no crescimento / floração precoce. Estes sistemas exigem um maior trabalho diário, mas eles são difíceis de dominar com paciência e prática.
Cultura em águas profundas (Deep Water Culture) é um sistema onde os potes ou cestas são suspensos 2 cm acima da solução nutritiva, e uma bomba de ar de aquário é colocada no fundo das bolhas de ar para renovar alimentados solução para as plantas, enquanto constantemente alimentado o crescimento pode ser muito rápido. A versão de alta performance deste sistema é chamado aeroponics. Sistema aeropônico geralmente têm pequenos de 4 polegadas vasos, cestas e perfurados e preenchidos com barro cascalho ou expandido, assim as raízes marcou o pan até tubos opacos ou poços, enquanto os pequenos aspersores spray de gotículas microscópicas de solução nutritiva para ser absorvido pelas plantas. Você pode comprar bomba de aquário pequeno e tubulação para arejar a solução de nutrientes e mantê-los equilibrados. Outra opção é usar aquecedores de aquário para manter a água aquecida em torno de 21 graus Celsius.


Seja qual for o método escolhido para cultivar a planta ou plantas, existem pequenas coisas a lembrar sobre hidroponia: O meio utilizado para plantas não devem ser saturadas por um longo tempo, isso é especialmente importante em blocos de lã ou potes perlite / vermiculita, água em excesso pode afogar a planta. Não sobre as plantas a crescer "camarões" maiores.


Plantas de cannabis levar apenas o que eles precisam e não podem ser alimentados à força, o excesso de nutrientes só significa queima de folhas e de saúde. Mantenha suas plantas saudáveis, removendo folhas mortas e pragas. Algas verdes podem crescer no meio que você escolher, para evitar desconforto, cobrir a laje inteira ou potes com plástico preto e do tanque para evitar a entrada de luz.

Flutuante sistema radicular:
Comprar o curso completo aqui no pagseguro:










La hidroponía es el cultivo de plantas


La hidroponía es el cultivo de plantas sin el uso de la tierra, sino que se utiliza un medio de bolas de arcilla expandida, paño de lana o una mezcla de perlita y vermiculita. El tipo de medio que se utilice dependerá del tipo de sistema que ha elegido para hacer crecer sus plantas. Algunos métodos no utilizan el medio de la nada. Hay muchas ventajas de utilizar el método hidropónico. En primer lugar, el crecimiento es más rápido, como es proporcionar los elementos exactos que tus plantas necesitan, en cuestión de segundos, por lo general las raíces no obstaculizar la búsqueda de nutrientes, ya que son suministrados directamente. Las cosas van a suceder más rápido en el cultivo hidropónico, usted debe tomar excursiones de un día al jardín para ver lo que está pasando con sus plantas. Mirar, escuchar y aprender.


Como la tierra no se utiliza, se debe proporcionar la información requerida por la planta por lo general deben usar un alimento hidropónico, pero los minerales basados ​​en la alimentación debería funcionar. Recuerde que debe utilizar los nutrientes de acuerdo a las instrucciones del fabricante, ya que las plantas no crecerán más rápido si les das de comer demasiado. Los nutrientes generalmente se venden como concentrados que se diluyen con agua, nunca los coloque directamente sobre las plantas porque se concentra demasiado fuerte. En general, usted debe lavar sus plantas una vez al mes para eliminar el exceso de sal que se forma. El PH es muy importante en los sistemas de cultivo hidropónico, un dispositivo de medición electrónica es necesaria para los activos del sistema, pero en los sistemas pasivos, un kit de prueba de pH en el acuario puede ser una solución más barata.
El objetivo es mantener el pH entre 5,5 y 6,1 en todo momento en sistemas hidropónicos. En vegetativo tratar de mantener el más ácido en el 5,5 y el período de floración que aumenta entre 5,9 y 6,1, para la planta de absorber todos los nutrientes necesarios. Para bajar el pH más ácido de salir, ácido fosfórico o aumentar el pH de una solución alcalina con hidróxido de potasio, disponible en tiendas de jardinería o los productos agrícolas. La concentración de nutrientes es verificada por un medidor de partículas (PPM) disponible en las tiendas hidropónicos. Los principiantes pueden simplemente seguir las instrucciones del fabricante de la solución nutritiva.


Hay dos tipos de sistemas hidropónicos, pasivos y activos
Los sistemas pasivos - son los más sencillos y fáciles de usar y más barato. Usted puede conseguir una olla de 4 cm de profundidad, una mezcla de perlita y vermiculita, una luz fluorescente pequeño y se está plantando. Algunas personas pueden crecer al aire libre con este método y obtener el mismo tipo de resultado. Los métodos pasivos de mayor utilización de la perlita y la vermiculita granulada como un medio o cualquier otro material de este tipo. La planta debe ser regada con la mano cuando la mezcla es de 2 cm por debajo de la superficie seca. Usted puede tratar de poner el dedo en y verificación. Otro método pasivo simple es el sistema de mechas (de tela en espiral), que consta de una olla colocada en una pequeña bandeja de nutrientes, las mechas de la parte inferior de la olla a la cacerola, mezcla de mantener la humedad y el aporte de nutrientes en todo momento. Otra opción y una cuenca a otra cuenca. Hacer agujeros en la parte inferior de la cuenca alta de las mechas e ir a jugar para ellos hasta que los nutrientes en la cuenca baja. Coloque una mezcla de perlita y vermiculita en la cuenca alta y la plantación está. La solución en este tipo de método se debe cambiar cada 3 o 4 días para una nueva solución
Un sistema de losa todo se puede hacer simplemente con una bandeja, como los utilizados para mantener la arena para gatos. Cortar un trozo entero en la mitad y poner en el centro del plato, y luego en remojo con una solución nutritiva con pH ajustado a 5,5 y se deja durante 24 horas. La ventaja de la lana es que usted puede comprar tapones pequeños para plantar las semillas o clones de inicio, a continuación, abra un agujero en la losa de todo, la colocación de un cubo en el cubo y las raíces se convertirá en la losa. Es necesario hacer un agujero en la bandeja inferior para permitir que el bloque de drenaje, manteniendo la humedad. Para drenar el bloque sólo tiene que inclinar la bandeja. Recuerde lavar la losa con un mínimo de 20 litros de agua cada dos semanas.

Los sistemas activos - son los que utilizan bombas de cierta manera para que los nutrientes, se puede ser tan simple como un depósito de 40 litros con los nutrientes en la parte inferior, superior, una bandeja con capacidad ollas 6-7. Un tubo que va conectado a la bomba y el fondo del tanque se conecta a la manguera o el tubo que distribuye la solución a cada uno de los buques. Un agujero en la parte inferior de la bandeja permite que el exceso de solución de vuelta al depósito. Todos los sistemas activos tienen un buen rendimiento, pero son más caros al principio, la ventaja es que los nutrientes se continua o periódica, se bombea y se distribuye a las plantas, lo que resulta en el crecimiento / floración temprana. Estos sistemas requieren de un trabajo superior a diario, pero no son difíciles de dominar con paciencia y práctica.
Cultura en aguas profundas (Cultura del Agua Profunda) es un sistema donde las macetas o cestas están suspendidas 2 cm por encima de la solución nutritiva, y una bomba de aire de acuario se coloca en la parte inferior de las burbujas de aire para renovar la solución alimenta a las plantas, mientras que constantemente alimentado el crecimiento puede ser muy rápido. La versión de alto rendimiento de este sistema se llama sistema aeropónico. Sistema aeropónico suelen tener pequeñas macetas de 4 pulgadas, cestas y perforado y lleno de grava o arcilla expandida, para que las raíces anotó la olla hasta que los tubos opacos o pozos, mientras que los aspersores pequeños spray de gotas microscópicas de la solución de nutrientes para ser absorbidos por las plantas. Usted puede comprar pequeñas bombas de acuario con tubos y para airear la solución nutritiva y mantenerlos equilibrados. Otra opción es el uso de calentadores de acuario para evitar que el agua se calienta alrededor de 21 grados centígrados.


Sin importar el método que elegimos para hacer crecer la planta o plantas, hay pequeñas cosas que debemos recordar sobre hidroponía: El medio utilizado para las plantas no deben ser saturadas durante mucho tiempo, esto es especialmente importante en los bloques de lana o macetas con perlita / vermiculita, demasiada agua puede ahogar a la planta. No sobre las plantas para que crezcan "camarones" más grande.


La planta de cannabis sólo toman lo que necesitan y no pueden ser alimentados a la fuerza, el exceso de nutrientes sólo significa hojas quemadas y la mala salud. Mantener sus plantas sanas mediante la eliminación de las hojas muertas y la aparición de plagas. Las algas verdes pueden crecer en el medio que elija, para evitar las molestias, cubrir toda la losa o macetas con plástico negro y el depósito para evitar la entrada de luz.

Sistema de raíces flotantes:

Comprar o curso completo aqui no pagseguro:









lunes, 29 de agosto de 2011

cultivo de tomate hidroponico


Cultivo de tomate hidroponico

Nos Estados Unidos da América, o consumo de tomates (e produtos derivados de hidroponia) tem aumentado consideravelmente nos últimos 20 anos devido à mudança de mentalidade do americano médio consumir produtos "mais saudáveis", "mais orgânico" "aditivos menos", mas a realidade é que em hidroponia também utilizados inseticidas diferentes, bactericidas, e outros, só que eles são mais fáceis de controlar suas concentrações e menos oportunidades são usados ​​em relativo isolamento devido ao melhor controle de hidropônico pragas.

Como o tomate cresce naturalmente em países com os países tropicais e subtropicais com climas temperados, a colheita é feita em estufas hidropônicas que podem ser substrato flutuante ou raiz (substrato preferencial).

A vantagem do cultivo hidropônico tomates em um ambiente controlado (estufa) é a capacidade de modificar todos os fatores relacionados ao seu desenvolvimento mais profundamente como crescer em áreas com solos inadequados (se for feito com a técnica de hidroponia) , para evitar a perda excessiva de água por evaporação, controle de temperatura estrito, irrigação, acompanhamento mais eficaz dos efeitos do vento e da exposição direta à luz solar e da capacidade de "isolar" de pragas em potencial (isto não é inteiramente verdade porque algumas pragas ganhar a entrada para as estufas e exigir ações mais específicas). Mas, acima de toda a vantagem é isolar o fundamento de que pode fornecer salinidade, nitratos e outros minerais inadequado, umidade inadequada, má oxigenação das raízes e da doença.

A desvantagem da hidroponia consiste no consumo de energia para manter a temperatura nas estufas eo alto custo do "investimento FIRST" em implementos de irrigação. Há manuais e do Manual de Hidroponia Popular oferece técnicas que podem atingir resultados semelhantes à cultura altamente tecnológica, com menos investimento e um custo de manutenção relativamente baixo.
Os tomates hidropônicos

O Ideal de efeito estufa:

Um material de cobertura ideal para uma estufa de hidroponia é um que tem boas propriedades de isolamento térmico, permite-nos passar a parte visível da luz solar, bloqueiam os raios infravermelhos que as plantas não aproveitam do bloco e de fluorescência de raios ultravioleta ou torna-se luz visível para aumentar o uso da luz. Ele também deve ser flexível, resistente e capaz de ser desenvolvido em painéis de largura para salvar em armações de metal para apoiar, mais ele tem que ser leve.

Há uma grande quantidade de materiais que podem ser usados ​​para cobrir estufas para hidroponia:

De vidro: Permite a passagem de luz visível e luz infravermelha e ultravioleta, temperaturas bem isolado, é pesado em inflexível. Tem sido amplamente utilizado na hidroponia

PVC: excelente isolante, não vem em painéis de largura, flexível e resiliente. Ele é biodegradável! É usado em hidroponia no Japão.

Polietileno: Usado em duas camadas com um sistema de inflação é de isolamento almofada de ar, permitindo uma maior resistência do vento. Mas é caro. Você pode ter filtrado faixas claras que não interessam para a hidroponia

Luz e fotossíntese:

A fotossíntese é o método biológico pelo qual as plantas sintetizam, a partir de matéria inorgânica, matéria orgânica, como açúcares e proteínas. O nome já diz necessita de luz (foto) para fazer essas funções anabolizantes. A poção ou banda de luz visível gerada pela fotossíntese é entre 400 e 700 nanômetros (luz visível). Dissemos antes que a luz infravermelha e ultravioleta não são usados ​​pelas plantas. O tempo total de luz que você deve pegar uma planta é pelo menos 6 horas. Isso não é problema em países tropicais, mas é um desafio em países temperados. Em algumas culturas de tomate, os produtores têm sido sombreamento as plantas testadas e apresentaram resultados de culturas melhoradas. No entanto, em estudos controlados, até 1% de redução de luz tem sido mostrado para reduzir a 1% da fotossíntese e, portanto, reduz a produtividade da hidroponia 1%.

Umidade:

Para o cultivo hidropônico de tomate, a umidade ideal deve estar entre 65% a 75% durante a noite e 80% a 90% no dia. A umidade garante que as plantas podem acontecer, arrefecimento a temperatura, aumenta o tamanho dos tomates hidropônicos e também garante que as folhas não crescem excessivamente e melhorar a floração.

Qualidade do fluxo de ar e ar:

O cultivo de plantas em um tomate hidropônico, se em um sistema totalmente fechado, necessitando de ventilação e meios de circulação de ar, que também pode ter geradores de CO2 para aumentar a quantidade de carbono utilizada para a fotossíntese ea geração de açúcares pela frutas hidroponia.

Alguns usam um isqueiro butano ou propano ou etileno para produzir CO2 em estufas, deve-se notar que o etileno e seus derivados danos às culturas de tomate hidropônico.

Sementes:

Existem diversas variedades de tomates que normalmente são híbridos: Apollo, Belmondo, Caruso, Dombito, Larma, Perfecto, Trend e Confiança. Eles são caros, mas dar excelentes resultados com a produção e germinação podem ser previsíveis e plantas que você sabe o seu tamanho e produtividade.

Algumas pessoas, devido ao custo, tentar usar sementes de frutos maduros para crescer novas gerações de plantas, mas para ser híbridos, as plantas resultantes podem não ter as mesmas características que o original (se não, pergunte Mendel teve um fiasco com suas plantas quando se estuda as leis que regem a herança).

Outra forma de pular a etapa da semente é usar os botões mesmo plantas para produzir novas culturas. Isso é bom em pequena escala, mas é impraticável em grandes escalas.

Em conclusão, os benefícios de sementes de boa qualidade superam as despesas.

Germinação:

Pode ser feito em bandejas, sem misturas solo como areia de rio, perlite, farelo de arroz que tenha sido previamente embebidas para garantir uma perfeita distribuição de umidade para germinar as sementes. Você pode então adicionar a água com nutrientes e água para mantê-los úmidos (não estar flutuando em um banho de água só deve ser úmido).

Uma vez que eles brotam, são deixados na gaveta até que seja visto para gerar uma haste com brotos laterais e as raízes vão suportar a manipulação transplante.

As sementes ou mudas devem ser expostas à luz solar direta para garantir a germinação adequada das sementes de nossos tomates hidropônicos.

Germinação deve ocorrer na primeira semana de colocar as sementes. O pós-emergência ocorre entre os dias 5 e 12 eo transplante é realizado de 12 a 14.

Tipos de culturas e meios de cultura:

Cultivo hidropônico de tomate pode ser feito de várias maneiras:

Como uma cultura de raiz ou com recipientes flutuantes hidropônico em que a raiz está submerso ou ainda em embalagens com fluxo contínuo de nutrientes para banhar as raízes. Este método requer bombas para movimentar a água e nutrientes e envolve altos custos de energia em ferramentas e manutenção também.

Como o cultivo em substrato sólido, tomates geralmente preferem perlite hidroponia é um material que permite boa circulação de ar, distribuição e crescimento da raiz. Além de ser esterilizados por vapor, para evitar pragas e pode ser lavado. A outra vantagem é que quando seca é muito leve para o transporte.

O tomate hidropônico em substrato sólido pode ser feito com sistemas de saco com tubos de irrigação e drenagem ou slots de sistemas fechados. Culturas em sistemas fechados pode criar níveis tóxicos de sais no meio, se reutilizado sem lavar e não garantir um bom sistema de drenagem. Ver hidropônico sistemas

Nutrientes para as plantas de tomate hidropônico são fornecidos na forma de soluções nutricionais que estão disponíveis no comércio agrícola. As soluções podem ser preparados pelos agricultores mesmo quando eles ganharam experiência em gestão de culturas ou áreas têm grande o suficiente para justificar a realização de um investimento em matérias-primas para a sua preparação. Alternativamente, se fossem comercialmente disponível, é preferível comprar soluções concentradas, uma vez que neste caso é apenas necessário dissolvê-los num pouco de água para aplicar na cultura.

Soluções concentradas de nutrientes que contenham todos os elementos que as plantas necessitam para o bom desenvolvimento e produção adequada de raízes, bulbos, caules, folhas, flores, frutos ou sementes. Composição da solução nutritiva para além dos elementos que as plantas retiram água e ar (carbono, hidrogênio e oxigênio) consumi-los com graus variados de intensidade o seguinte:
- Vital para a vida das plantas:
Quantidades que são exigidos por plantas
Muito pequena Médio Grande
(Elementos)
Nitrogênio Enxofre Ferro
Manganês cálcio, fósforo
Cobre magnésio, potássio
Zinco
Boro
Molibdênio
- Útil, mas não essencial para a vida:
Cloro
Sódio
Silício
- Desnecessários para as plantas, mas necessário
para os animais que consumi-los:
Cobalto
Iodo
- Tóxico para a planta:
Alumínio
É importante notar que qualquer um dos itens mencionados acima podem ser tóxicos para as plantas, se forem adicionadas ao meio em proporções inadequadas, especialmente aqueles que chamados de elementos menores. Funções dos nutrientes nas plantas.

Dos 16 elementos químicos considerados necessários para o crescimento saudável das plantas, 13 são nutrientes. Eles cultivo em condições naturais (solo) entram na planta através das raízes. O déficit de apenas um limitado ou pode diminuir a produtividade e, conseqüentemente, lucros para o produtor. De acordo com os montantes que as plantas consomem cada um deles (nem todos são consumidos em quantidades iguais) os 13 nutrientes do solo removido são geralmente classificados em três grupos:
A localização dos sintomas de deficiência nas plantas está intimamente relacionada com a velocidade de mobilização de nutrientes das folhas mais velhas para pontos de crescimento, no caso de mais elementos móveis (nitrogênio, fósforo e potássio) que são translocado rapidamente, os sintomas aparecem primeiro nas folhas mais velhas. Elementos imóveis, como cálcio e boro, causar sintomas de deficiência nos pontos de crescimento. Em alguns elementos, o grau de mobilidade depende do grau de deficiência, o tipo e nível de nitrogênio. Há muito pouca mobilidade de cobre, zinco e molibdênio a partir de folhas velhas para folhas jovens, quando as plantas são deficientes nesses elementos. Elementos principais (nitrogênio, fósforo, potássio) Nitrogênio, Fósforo e Potássio são chamados de "elementos importantes", pois as plantas normalmente precisam deles em quantidades tão grandes que o solo não pode fornecê-lo na íntegra. Consumidos em grandes quantidades.

Nitrogênio (N) é absorvido na forma de (NO3) - e (NH4) +
i) Características
- Dá a cor verde às plantas
- Promove um crescimento mais rápido
- Aumenta a produção de folhas
- Melhora a qualidade de hortaliças
- Aumenta o teor de proteínas em culturas alimentares e forrageiras.
ii) Deficiência
- Planta Sickly
- Verde amarelado devido à perda de clorofila
- Desenvolvimento lento e baixa
- Secagem inicial e subsequente amarelecimento das folhas da base da planta continua para cima, se a deficiência é grave
e não corrigidas, o mais jovem folhas permanecem verdes.
iii) Toxicidade
- Quando é fornecido em quantidades desequilibradas em relação a outros elementos, a planta produz uma grande quantidade de folhagem verde escuro, mas o desenvolvimento das raízes é reduzido
- Floração e frutas e produção de sementes diminui.
Fósforo (P) Plantas tomá-lo como P2O5
i) Características
- Estimula a rápida formação eo crescimento de raízes
- Facilita o início rápido e vigoroso de plantas
- Estimula a maturação e acelera a cor da fruta
- Ajuda a formação de sementes
- Dá para efeito de culturas para afastar o rigoroso inverno.
ii) Deficiência
- Aparecimento de folhas, galhos e caules de roxo, este sintoma foi observado pela primeira vez nas folhas mais velhas
- O crescimento lento e maturidade em caules aparência atrofiada
- Germinação de sementes Pobres.
- A baixa produtividade de frutos e sementes.
iii) Toxicidade
- Excesso de fósforo não são perceptíveis à primeira vista, mas pode causar deficiência de cobre ou zinco.
Potássio (K) plantas tomá-lo como K2O
i) Características
- Dá grande vigor e resistência da planta a doença e as baixas temperaturas
- Ajuda a produção de proteína vegetal
- Aumenta o tamanho das sementes
- Melhora a qualidade dos frutos
- Apoiar o desenvolvimento de tubérculos
- Promove a formação de cor vermelha nas folhas e frutas.
ii) Deficiência
- Deixa a parte inferior da planta é queimada nas bordas e extremidades, geralmente mantém o verde nervura central; Também tendem a enrolar.
- Devido ao desenvolvimento das raízes pobres, plantas degenerar antes de chegar à fase de produção
- Em sementes de leguminosas leva a enrugada e desfigurada que não germinam ou que causam mudas fracas.
iii) Toxicidade
- Não é comum a absorção de potássio em excesso, mas níveis elevados do mesmo em soluções de nutrientes pode causar deficiência de magnésio e zinco, manganês e ferro.
Elementos secundários (cálcio, enxofre e magnésio)
Assim chamado porque as plantas consomem quantidades intermediárias, mas são muito importantes na formação de organismos vegetais.
Cálcio (Ca) é absorvido na forma de CaO
i) Características
- Permitir a formação inicial e crescimento da radículas
- Melhora o vigor da planta geral
- Neutraliza as substâncias tóxicas produzidas pelas plantas
- Estimula a produção de sementes
- Aumenta o teor de cálcio na alimentação humana e animal.
ii) Deficiência
- As folhas jovens de gemas terminais dobrados para aparecer e queimado em seus pontos e arestas
- Folhas jovens permanecem enroladas e tendem a enrugar
- Em áreas terminal poderá aparecer um novo crescimento esbranquiçada
- A morte pode ocorrer nas extremidades das raízes
- Em tomates e melancias deficiência de cálcio e subseqüente colapso provoca podridão seca do fruto na extremidade oposta da haste.
iii) Toxicidade
- Não apresentou sintomas de toxicidade em excesso, mas eles podem alterar a acidez do desenvolvimento da raiz e que afeta a disponibilidade de outros elementos para a planta.
Magnésio (Mg) é absorvido pelas plantas como MgO
i) Características
- É um componente essencial da clorofila
- É necessário para a formação de açúcares
- Ajuda a regular a absorção de outros nutrientes
- Atua como um transportador de fósforo na planta
- Promove a formação de gorduras e óleos.
ii) Deficiência
- Perda de cor verde, que começa nas folhas mais baixas e continue para cima, mas as veias permanecem cor verde
- As hastes são fracos, eo ramo raízes para fora e alongar excessivamente
- As folhas são trançados ao longo das bordas
iii) Toxicidade
- Não há sintomas visíveis para identificar a toxicidade do magnésio.
Enxofre (S)
i) Características
- É um ingrediente essencial de proteínas
- Ajuda a manter a cor verde brilhante
- Ativa a formação de nódulos fixadores de nitrogênio em algumas espécies de leguminosas (feijão, soja, ervilha, feijão)
- Estimula a produção de sementes
- Suporte para o crescimento mais vigoroso das plantas.
ii) Deficiência
- Quando você é deficiente, o que é raro, folhas jovens fazem a luz verde veias e até mesmo uma cor mais clara, o espaço entre as costelas seca
- Os caules são curtos, fraco, amarelo
- O desenvolvimento é lento e fraco.
Elementos menores (cobre, boro, ferro, manganês, zinco, molibdênio e cloro)
As plantas necessitam em quantidades muito pequenas, mas são essenciais para regular a absorção de outros nutrientes.
Têm um papel muito importante principalmente em sistemas enzimáticos. Se um dos elementos menores não existia na solução nutritiva, as plantas podem crescer, mas que iria produzir ou culturas seria de baixa qualidade.
Cobre (Cu)
i) Características
- 70 por cento vivem em clorofila e sua função mais importante é mostrado na assimilação.
ii) Deficiência
- Diminuição severa no desenvolvimento das plantas
- Pegue o mais novo de folhas verdes escuras, roll up e obter um mottled está morrendo
- A má formação da lâmina foliar, reduziu o tamanho e enrole em direção ao interior, o que limita a fotossíntese.
iii) Toxicidade
- Clorose, nanismo, ramificação reduzida e espessamento anormal e escurecimento da zona de raiz.
Boro (B)
i) Características
- Aumentar o rendimento ou melhorar a qualidade de frutas, legumes e forragens, está relacionado com a absorção de cálcio e de transferência de açúcar nas usinas
- É importante para a semente de boa qualidade das espécies
legumes
ii) Deficiência
- Substituir o crescimento de novos tecidos e podem causar inchaço e descoloração da raiz vértice e morte do apical (terminal) das raízes
- Causas talos de aipo curto, podridão parda na cabeça e ao longo do interior do caule da couve-flor, apodrecendo no coração de nabo, escurecimento e desintegração do centro da beterraba.
iii) Toxicidade
- É um amarelecimento do ápice das folhas, seguido pela morte progressiva, que evolui a partir da parte basal delas para as bordas e vértices
- Não deve exceder os valores deste elemento na solução nutritiva ou dentro do substrato, porque em doses superiores às recomendadas é muito tóxico.
Ferro (Fe)
i) Características
- Não faz parte da clorofila, mas está ligada à sua biossíntese.
ii) Deficiência
- Faz com que uma folhagem amarela pálida, mesmo que boa quantidade de nitrogênio na solução nutritiva
- Lidera um grupo de cor clara nas bordas das folhas ea formação de raízes curtas e altamente ramificada.
- A deficiência de ferro é muito semelhante ao de magnésio, mas o ferro aparece nas folhas mais jovens.
iii) Toxicidade
- Não foram estabelecidas sintomas visuais de toxicidade de ferro absorvida pela raiz
Manganês (Mn)
i) Características
- Acelera a germinação ea maturidade
- Aumenta a utilização de cálcio, magnésio e fósforo
- Catalisa a síntese da clorofila e atua como o
fotossíntese.
ii) Deficiência
- Tomates e beterrabas provoca o aparecimento de verde pálido, vermelho e amarelo entre as veias
- Os sintomas de clorose também ocorre entre as nervuras das folhas mais velhas ou jovens, dependendo da espécie, estas folhas morrem e caem mais tarde.
Zinco (Zn)
i) Características
- É necessário para a formação normal da clorofila e crescimento
- É um ativador de enzimas importantes que estão relacionados com a síntese de proteínas, assim que as plantas com deficiência de zinco são pobres nestes
ii) Deficiência
- Deficiência no tomate provoca o espessamento da pecíolos das folhas basais, mas diminui o seu comprimento, a lâmina
fazer uma cor fraca e uma consistência espessa, coriáceas, com uma tocha e ondulações fora das bordas
- O tamanho dos entrenós ea folha é reduzida, especialmente em largura.
iii) Toxicidade
- Produzir clorose férrica excesso de zinco nas plantas.
Molibdênio (Mo)
i) Características
- É essencial na tomada de fixação de nitrogênio em leguminosas.
ii) Deficiência
- Os sintomas se assemelham aos de nitrogênio, por causa clorose (amarelamento) adiantamentos de folhas mais velhas para as mais
jovens, que são rebaixados e queimado nas bordas.
- Nem uma folha das folhas, por isso aparece apenas a nervura central.
- Afeta seriamente o desenvolvimento de espécies de crucíferas
(Repolho, couve-flor, brócolis), beterraba, tomate e feijão.
iii) Toxicidade
- Em tomate, os excessos se manifestam pelo aparecimento de um amarelo brilhante, na couve-flor, com o aparecimento de uma cor roxo brilhante nos estágios iniciais de desenvolvimento.
Cloro (Cl)
i Deficiência)
- Murchamento inicial das folhas, que se tornam cloróticas, causando um bronzeado, e depois morrer.
- O desenvolvimento radicular é pobre e não há um espessamento anormal perto de suas extremidades.
ii) toxicidade
- O excesso de produzir bordas queimadas e pontas das folhas, seu tamanho é reduzido e há geralmente pouco desenvolvimento.

cultivo de tomate hidroponico saiba mais no curso completo
Comprar o curso completo aqui no pagseguro:









cultivo hidroponico


cultivo hidroponico

Hidroponia? A palavra hidroponia vem do grego hidro, água e ponos, trabalho. Sua definição básica é trabalhar com água. Num sentido mais amplo, é definida como uma técnica utilizada para cultivar plantas hidroponia sem o uso de terra.
A Hidroponia é uma técnica alternativa de crescimento de plantas criada como uma forma de usar dois terços de água na Terra. Mas a estação de crescimento também apresenta uma série de vantagens, incluindo a qualidade das plantas melhoradas, menor tempo de desenvolvimento (cerca de 1 / 3 o método convencional), alta produtividade, economia de produtos de higiene do trabalho, tempo e materiais, e não há necessidade de rotação de culturas.
Sabe-se que as plantas necessitam de 16 elementos para uma nutrição completa. O carbono eo oxigênio são fornecidos pelo ar e pela água de hidrogênio. Os outros elementos são fornecidos por minerais e são agrupados em macro-e microelementos. O Plus é um Biofert minerais de base mineral de fertilizantes, cientificamente equilibrada e contém 14 nutrientes necessários para as plantas de floração plena, desenvolvimento e frutificação. Plantas saudáveis ​​são mais fortes e são menos suscetíveis a pragas e distúrbios nutricionais.
A preparação de solução nutritiva Biofert Plus para utilização em hidroponia é muito simples. Basta diluir com água Biofert Plus, começando com uma diluição de 1:400 (um volume de Biofert Mais 400 volumes de água), correspondente a 50% da indicação no rótulo e chegando a uma diluição máxima de 1:200 (um volume Biofert mais de 200 litros de água). Se sentir ardor ou apodrecimento das raízes, aumentar o volume de água na solução. Você estará dando à planta um poder mais estável e contínuo, por isso deve ser muito menor do que normalmente faria em culturas na terra.
Após a diluição deve verificar o pH da solução final, corrigindo rapidamente, se necessário, pela adição de ácido clorídrico (HCl) se você está acima do ideal hidróxido ou de sódio (NaOH) se estiver abaixo. O pH ideal para a faixa de cultivo hidropônico está entre 5.0 e 6.5. Espere pelo menos uma hora após a adição de correção, para medir o pH novamente. Apenas deixe a solução nutritiva circular pelos dutos ou canos com a faixa de pH ideal. Além disso, você deve verificar a condutividade elétrica da solução, que deve ser entre 1,8 e 2,0 no verão e 2,5 e 2,8 no inverno, geralmente a condutividade ideal é entre 2,0 e 2,5.
Quando o nível do tanque diminui, você pode terminá-lo apenas com a quantidade consumida solução nutritiva, e proceda da mesma forma, diluindo o Plus Biofert em água e medir o pH antes de adicioná-lo ao tanque.
Cuidado com o pH da solução é muito importante porque se ele está fora do intervalo indicado, a planta pode sofrer danos graves e até morte. Além do cuidado do pH também é importante que não há luz solar direta na solução é no tanque ou canais, pois isso pode causar um crescimento excessivo de algas e consomem nutrientes, também apodrecer as raízes das plantas, se você guardar-los .
Para o cultivo hidropônico de ser bem sucedido você deve ter um grande senso de observação para ver que o que está acontecendo com as plantas, e bons conhecimentos de hidroponia e botânica para que você possa corrigir possíveis problemas com os legumes.
Para ajudar a resolver estes problemas, apresentamos uma lista de problemas comuns que ocorrem na cultura hidropônica, a partir da deficiência ou excesso de nutrientes nas plantas.
Sintomas de deficiência nutricional sintomas do excesso de Nitrogênio (N) folhas amareladas, o mais antigo primeiro ângulo agudo entre caule e folhas dormência das gemas laterais perfilhamento reduzido Senescência precoce folhas menores
geralmente não identificados, mas pode ser reduzida frutificação e maturação alojamento Fósforo (P) folhas mais velhas com manchas roxas ou marrons, dim, verde-azulado ângulos foliares mais perto menos perfilhamento gemas laterais dormentes redução do número de frutos e sementes; atraso na floração aumento de pigmentos vermelhos ou roxos
não reconhecidos diretamente, mas pode haver deficiência de zinco (Zn), cobre (Cu), ferro (Fe) e manganês (Mn) Potássio (K) clorose e necrose depois de pontas da folha e margens, o mais antigo primeiro internódios curtos em plantas anuais diminuição da dominância apical menores de frutas Deficiência de ferro induzida pequena formação de tubérculos e raízes tuberosas em plantas
A deficiência de magnésio (Mg) induzida Cálcio (Ca) região limitada da margem das folhas mais novas ficando amarelas crescimento das folhas irregulares gemas terminais murchando ou morrer gemas laterais dormentes necróticas internevais pontos aparência gelatinosa das pontas das raízes atribuição de crescimento apical frutos pequenos e de produção de frutos anormais
deficiências conhecidas, mas não induz a do potássio (K) e magnésio (Mg) Magnésio (Mg) clorose nas folhas, começando pelo mais antigo, seguido pelo desenvolvimento de laranja, vermelho ou roxo
não identificados, pode induzir uma deficiência de potássio (K) Enxofre (S) clorose iniciada pelas folhas mais jovens folhas pequenas e enroladas nas margens entrenós curtos redução no florescimento
clorose interneval em algumas espécies Cloro (Cl) diminuição no tamanho das folhas folhetos apical das folhas mais velhas murchando bronzeamento, clorose, necrose
necrose das pontas e margens das folhas jovens abcissão prematura amarelecimento das folhas Ferro (Fe) clorose das folhas novas (fundo amarelo), seguido pelo branqueamento
manchas necróticas nas folhas Boro (B) folhas mais novas de formas bizarras ou deformadas, espessada e frágeis, com nervuras suberificadas sem clorose morte do meristema apical do caule, e regeneração, botões auxiliares da forma de leque ou de arbusto Tronco dividido raízes com pontas escuras espessada, necróticas e ramificadas; não ocorrência de floração; frutos deformados com lesões externas e internas Cortiça
clorose reticulada e queima das margens Zinco (Zn) Nova folhas pequenas, estreitas, alongadas, de cor amarelada comprimento diminuiu de internódios com a formação dos tufos terminais de folhas em plantas perenes ou anãs
falta de indução de ferro (Fe) florescimento queda folhetos na formação de gemas laterais Manganês (Mn) clorose nas folhas jovens (fundo amarelo), seguido pelo branqueamento pequenas manchas necróticas nas folhas
folhas pequenas mas proporcionais deficiência de ferro (Fe) induzida manchas necróticas ao longo do tecido condutor Molibdênio (Mo) novas folhas murchas e dobrado wetlands traslúcidas e em algumas espécies florescimento suprimida e sintomas de falta de nitrogênio (N) folhas desprovidas de limbo, mas em rápido crescimento baixo nível de nodulação das leguminosas
glóbulos amarelo ouro no ápice da planta Cobre (Cu) novas folhas de dobrar costelas salientes clorose e queda de folhas falta de perfilhamento ea parte superior caiu
Deficiência de ferro induzida Desfolhação precoce diminuição do crescimento e ramificação atribuição de crescimento da raiz e rhizoid enegrecida Cobalto (Co) ativador de enzimas importantes intimamente ligada à biossíntese de lipídios (gorduras) relacionados ao metabolismo de energia e as defesas das plantas.
ativador de enzimas importantes intimamente ligada à biossíntese de lipídios (gorduras) relacionados ao metabolismo de energia e as defesas das plantas.


Comprar o curso completo aqui no pagseguro:









Cultivo em hidroponia

Cultivo em hidroponia

Hidroponia é uma ciência que estuda o desenvolvimento das plantas sem o uso do solo e pode ser auxiliada pelo uso de substratos tais como cascalho, areia, vermiculite, perlite, lã de rocha, cascas, serragem, etc., A adicionado a uma solução contendo os nutrientes essenciais a planta precisa para seu desenvolvimento.
Este processo é também conhecido como soilless (solo menos).
Hidroponia
Utilizadas na educação que abre caminhos para a interdisciplinaridade, onde os alunos seguem o desenvolvimento de conceitos de trabalhos gráficos de plantas em matemática, geografia, história e ciência, bem como pesquisa científica interessante.
Os projetos são desenvolvidos a partir do jardim de infância para a escola primária na sala do meio de trabalho na geração de qualquer série.
Hidroponia
Agricultura em hidroponia tem sido utilizada desde os povos antigos até o presente.
Eventos recentes fizeram hidroponia mais eficiente e produtiva, portanto, um método alternativo para a produção de alimentos, mesmo usado pela NASA (National Aeronautics and Space Administration), através da implementação de uma fazenda hidropônica na lua e a estação espacial a longo prazo de exploração espacial. O cultivo em hidroponia apresenta algumas vantagens:
1. Ocupa menos espaço do que tradicionais de reprodução. 2. Permite o uso de água. 3. Elimina o uso de pesticidas prejudiciais à nossa saúde. 4. Permite o cultivo em áreas desérticas ou de rocha onde a terra não é produtiva. 5. O custo de produção é menor. 6. Mantém a produtividade. Desvantagens
1. Os custos iniciais são elevados. 2. A prevenção da escassez de água e eletricidade é necessária.

Conhecimento da fisiologia das espécies de culturas é essencial.

Hidroponia
Hidroponia é um sistema de cultivo em estufas, onde as plantas não crescem fixadas no solo. Os nutrientes que as plantas necessitam para o seu desenvolvimento e produção são fornecidos somente por água. Porque as plantas são cultivadas?
As plantas são cultivadas em recipientes ou canais de circulação de uma solução de nutrientes, que é composta de água pura e de nutrientes dissolvidos de forma equilibrada, de acordo com as necessidades de cada espécie vegetal. Estes canais, ou reservatórios podem ou não ter meios de suportar plantas, como pedras ou areia. A solução nutritiva é um controle rigoroso para manter suas propriedades é feita a monitorização regular do pH e da concentração de nutrientes, assim as plantas crescem nas melhores condições possíveis.
Hidroponia Plantas foram cultivadas por Hydroponia?
A alface é a mais cultivada, mas você pode encontrar: brócolis, feijão verde, repolho, couve, salsinha, melancia, forragem agrião, pepino, berinjela, pimentão, tomate, arroz, morango, fornecimento, mudas de árvores, plantas ornamentais, entre outras espécies. Quais são as vantagens para o consumidor?
Uma vez que o cultivo é realizado fora do solo, as plantas não estão poluindo o meio ambiente, tais como bactérias, fungos, lesmas, insetos e vermes. Plantas são mais saudáveis, crescendo em um ambiente controlado e se esforça para atender as demandas da cultura. Todos os produtos são vendidos como pacotes hydroponically, sem contato direto com mãos, caixas, caminhões, etc Devido ao crescimento interior, o ataque de pragas e doenças é praticamente inexistente, reduzir ou eliminar o uso de pesticidas. Embalagem pode identificar a marca, a cidade da produção, nome do produtor ou especificações do produto e telefone de contato. Vegetais hidropônicos duram mais na geladeira. O único inconveniente possível pode ser o preço: alguns centavos a mais. Quais são as vantagens para o produtor?
O trabalho é mais leve e mais limpo. Não há necessidade de realizar operações como aração, gradagem, aração, capinar. Nenhuma preocupação com rotação de culturas. A produtividade ea uniformidade da cultura é maior. Melhoria da qualidade e aceitação do produto. Sem desperdício de água e nutrientes. Redução dos aerossóis. Pode ser feito em qualquer lugar, mesmo onde o solo é ruim para a agricultura. Tem desvantagens?
Ele fez isso: Os custos iniciais são elevados. Necessidade de prevenir interrupções de energia. Exige conhecimento técnico e fisiologia da planta. Uma planta doente pode contaminar toda a produção. Práticas costumeiras e trabalho regular. 


Cultivo em hidroponia

Comprar o curso completo aqui no pagseguro:









viernes, 26 de agosto de 2011

Cultivo em hidroponia


Cultivo em hidroponia
Hidroponia, um termo derivado de duas palavras gregas - Hydro, ou seja, água e trabalho significa put - está se desenvolvendo rapidamente como meio de produção de culturas, principalmente hortaliças em cultivos protegidos. Hidroponia é uma técnica alternativa para culturas protegidas onde o solo é substituído por uma solução aquosa contendo apenas os elementos minerais essenciais para as plantas (Graves, 1983, Jensen e Collins, 1985; Resh, 1996).
Desde o início do prazo University "hidropônico" de investigador da Califórnia, Dr. W. F. Gericke na década de 30, a técnica de produção de plantas sem solo está se tornando popular. De acordo com Benoit e Ceustermans (1995), apesar de seu custo inicial mais elevado para a instalação, existem várias vantagens de culturas de rendimento de plantas em hidroponia, que pode ser resumido da seguinte forma: a padronização da cultura e enraizamento médio, uma redução drástica no uso da água, uso eficiente de fertilizantes, melhor controle do crescimento vegetativo, aumento da produção, qualidade e precocidade, melhor ergonomia no local de trabalho, maiores possibilidades de mecanização e automação da cultura. 


No Brasil tem crescido nos últimos anos, o interesse em hidroponia e no NFT sistema dominante (Nutrient Film Technique). Hidroponia muitos não são bem sucedidos, principalmente devido à falta dos aspectos nutricionais desse sistema de produção, ou seja, a formulação mais adequada e gestão de soluções de nutrientes. Outros aspectos também afetam relacionam com o tipo de sistema hidropônico. Para a instalação de um sistema hidropônico, é necessário conhecer em detalhe a infra-estrutura necessária para fazer (Castellane e Araujo, 1994; Cooper, 1996;. Errand-boy et al, 1996, Martinez e Silva Filho, 1997; Furlani, , 1998). O tipo de sistema hidropônico para determinar as características das estruturas, e são as mais comuns:
a) Sistema NFT ("filme nutrientes técnica") ou a técnica de fluxo laminar de nutrientes: Este sistema é basicamente um tanque de solução nutritiva, um sistema de bombeamento, os canais de cultura e de um retorno ao sistema de tanque . A solução nutritiva é bombeada para canais e drenos pela gravidade para formar uma camada fina de solução que nutre as raízes;
b) DFT System ("técnica de filme profundo") ou em crescimento na água ou "floating": Neste sistema a solução nutritiva como uma folha de profundidade (50-20 cm), onde as raízes estão submersas. Não existem canais, mas uma mesa plana onde a solução é circulado através de um sistema de características de entrada e de drenagem;
c) Sistema de substratos: Para legumes frutas, flores e outras culturas que têm raízes e caules desenvolvidos usando um copo cheio de um material inerte como areia, pedras, outros (pedras, cascalho), vermiculita, perlita, lã rocha, espuma fenólica, espuma de poliuretano e outros para apoiar a fábrica, onde a solução nutritiva filtrada através de tais materiais e drenar o fundo do navio, retornando o tanque de solução.
Neste contexto, este curso centra-se em aspectos importantes da construção e instalação de sistemas hidropônicos, alternativas para a produção de mudas e os critérios para a preparação de soluções nutritivas e reposição de nutrientes para o crescimento plantas. Os tópicos a seguir fornecem os detalhes estruturais de cada sistema, bem como detalhes de instalação e manutenção dessas estruturas.
Hidráulico

            
Para os sistemas hidropônicos devem ser selecionados materiais hidráulicos no mercado mais adequado para atender às exigências de cada sistema de cultivo, garantindo o fornecimento de solução nutritiva com qualidade e segurança. Para usar este tubo não é reciclado de plástico de polietileno (flexível) ou cloreto de polivinila (PVC rígido) e registros de materiais inertes. O sistema hidráulico é responsável pelo armazenamento, bombeamento e drenagem da solução nutritiva, que é composto de um ou mais reservatórios de solução, o conjunto motor bomba e encanamentos e registros.
Depósito

            
Contentores ou tanques de solução podem ser de vários materiais como plástico PVC, fibra de vidro ou acrílico, e alvenaria. Tanques de plástico PVC e de fibra é preferido devido ao menor custo, facilidade de uso e porque eles são inertes e não requer tratamento da camada interna. Como para os tanques construídos de tijolos e caixas de concreto precisou forro de impermeabilização para esta finalidade. O mais comumente usado com bons resultados é a tinta betuminosa (Neutrol), mas você pode optar por folha de plástico lacrado com preto. Sem este passo, a solução nutritiva é corrosiva, que podem estar contaminados com os componentes químicos na formação destes materiais.

            
O depósito deve ser colocado em local sombreado e enterrado para evitar a ação da luz solar, e é vedada para impedir o crescimento de algas ea entrada de pequenos animais. A instalação deve ser preferencialmente abaixo do tubo de drenagem, para facilitar o retorno da solução por gravidade.

            
Tamanho do tanque vai depender do número de plantas e espécies a serem cultivadas. Deve obedecer o limite ,1-0,25 Lplanta-1 de semente 0,25-0,5 Lplanta-1 para plantas pequenas (rúcula, chicória), 0,5 a 1, 0 Lplanta-1 e médias empresas plantas (alface, salsa, cebolinha, manjericão, agrião, morango, cravo, crisântemo), 1,0-5,0 L / planta para plantas de grande porte (tomate, pepino, melão, pimentão, berinjela, repolho, etc, aipo) .. Quanto maior a proporção do volume do tanque eo número de plantas nas bancadas, as mais pequenas alterações na concentração e temperatura da solução nutritiva. No entanto, recomendamos a instalação de tanques com capacidade de 5.000 litros, devido à maior dificuldade de manipulação de produtos químicos (correção de pH e condutividade elétrica - CE) e oxigenação da solução nutritiva. Em caso de contaminação por patógenos, um grande número de plantas são perdidos, um dos tanques foram colocados em contato com a cultura de muitos bancos. Recomendamos a utilização de um número maior de pequenas barragens, em vez de um tanque de volume de alguns grandes, o que facilita e agiliza o gerenciamento da planta de controle, (servindo o período de carência para uso defensivo), limpeza e desinfecção de todo o sistema , resultando em uma maior qualidade do produto final.

            
Normalmente, o tanque é instalado no fundo da terra para permitir o retorno da solução ocorre por gravidade. Poucos produtores utilizam dois tanques: o tanque principal no topo, usando a gravidade para trazer a solução para os canais de cultivo, ea construção de um tanque menor no andar de baixo, onde é feito por bombeamento a solução resultante , o tanque principal. O uso de dois reservatórios (superior e inferior) forneceu os problemas de gestão de produtos químicos na solução nutritiva, temperatura e aumento do custo de implementação.
Moto-bomba e canalização

            
Este sistema tem a função de solução nutritiva para assumir posições em quantidade suficiente para regar as raízes e levar a uma solução no tanque após a passagem através das arquibancadas. Recomendamos a instalação do motor da bomba "afogado" ou inferior a metade da altura do tanque para evitar que o sistema de entrada de ar e conseqüente falha da bomba, causando danos às plantas. É aconselhável escolher bombas cujos elementos internos são resistentes à corrosão pela solução nutritiva.

            
Para qualquer capacidade de fluxo NFT da montagem do motor e da bomba deve ser dimensionada de acordo com o número de canais para irrigação, tendo em conta o indicador de altura e um retorno para a solução do tanque. Para fins práticos, recomenda-se que um fluxo de solução nutritiva nos canais de crescimento 0,5-1,0 1,5-2,0 e 2,0-4,0 Lmin-1 por canal, respectivamente, para mudas O ciclo da planta curta e as plantas de ciclo longo. O resultado da multiplicação do fluxo necessário para o número de canais de irrigação que oferece a menor quantidade de galões por minuto para irrigar as plantas. Tendo em conta as perdas em tubulações, bombeamento de cabeça e a necessidade de restituir parte da solução para o tanque de armazenamento é recomendado para aumentar em 50% do fluxo calculado. Equação (1) define uma maneira prática de calcular a capacidade necessária de uma bomba de água para irrigar plantas em crescimento no número de canais e canalizar o fluxo de cultura.
Bomba de fluxo de água (m3h-1) = 0,09 x número de canais de fluxo x (Lmin-1CH-1) (a)

            
Para sistemas de "float" de obedecer as mesmas regras para a expansão do sistema hidráulico de NFT, mas neste caso não há canais, mas a solução cada vez tabelas. Portanto, o cálculo é feito de acordo com o fluxo de água deve fluir através do banco algum tempo. Resh (1995) recomenda a implementação de cada hora, uma ou duas mudanças completas deste volume de solução no banco. Para um banco com 1000 L de solução que está circulando entre 1.000 e 2.000 Lh-1. No entanto, outras manobras podem ser feitas dependendo da temperatura da solução, em alguns casos, permitindo a circulação por vários minutos por hora. 


A solução para voltar o tanque é dada de duas maneiras: através do tubo de drenagem e tubulação instalada no retorno da repressão. O retorno da solução através do tubo de drenagem no tanque promove um certo movimento e aeração da solução nutritiva, mas a difusão de oxigênio é apenas superficial. Para a oxigenação de todo o volume do tanque deve fazer o retorno de parte da solução sugado de volta para o tanque

(Figura 1). Em vez disso, instalar um dispositivo como um "venturi" para a introdução de ar na solução nutritiva armazenados no depósito. A construção do "venturi" é muito simples: primeiro restrito ao diâmetro do cotovelo para trás, colocando um tubo de menor diâmetro interno, forro do lado de fora do cotovelo com um tubo de outra de maior diâmetro, tornando um pequeno buraco no lado da entrada de ar para ser absorvido solução automaticamemnte do tubo interno (Figura 2). Para qualquer sistema de aeração da solução hidropônica é necessário, mas na escadaria do "float" para essa necessidade é ainda maior, como também em destaque. 

 


Comprar o curso completo aqui no pagseguro: